Um pouco de Ray Bradbury

Nem tudo são flores no começo da carreira de um escritor. E com o americano Ray Bradbury, autor da consagrada distopia Fahrenheit 451, não foi diferente.

Nesse vídeo curtinho ele conta como no início o dinheiro era curto, como demorou para começar a receber pagamento pela publicação de seus textos, e, principalmente, como foi difícil gostar do que escrevia.

Somente após 10 longos anos o autor pôde realmente dizer que escreveu algo bonito – um conto chamado “O lago”. E, nesse momento, ele percebeu o que fez de certo:

I turned the corner into my interior self. I wasn’t writing exterior stuff, I wasn’t writing for the right or the left or for the in between. I was writing for me. And I discovered that was the way to go.

O segredo, diz ele, é a persistência: escrever, escrever e escrever mais. 

Achei no blog da Eletric Literature.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s